Aos meus amigos!

Li esse texto há pouco tempo e sinceramente ele reflete tudo que eu nunca disse. Aos meus amigos. Leiam.

AMIGOS
Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor.
Eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.
E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências.
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. É delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.
E às vezes, quando os procuro, noto que eles não têm noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí.
E me envergonho, porque essa minha prece é em síntese, dirigida ao meu bem estar.
Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.
Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.
Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer.
Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que não desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!
A gente não faz amigos, reconhece-os.
Com o meu carinho!

Vinicius de Moraes

Decepção

O que mais me irrita é uma pessoa usar um defeito meu contra mim. Eu acho que pelo fato de amar demais meus amigos eu me torno dispensável. Aquela pessoa que vai sempre estar ali esperando com um ombro amigo, não importando se apareceu ou não num dia ou no outro, ou no outro…

Decepção

O que mais me irrita é uma pessoa usar um defeito meu contra mim. Eu acho que pelo fato de amar demais meus amigos eu me torno dispensável. Aquela pessoa que vai sempre estar ali esperando com um ombro amigo, não importando se apareceu ou não num dia ou no outro, ou no outro…

Retrospectiva 2010

É mais um ano acabando e novamente todo mundo pára pra pensar e vê que não fez bosta nenhuma do que queria no ano inteiro. Novamente vamos parar, planejar o futuro e ver que nem sempre é como queremos.

Muita coisa eu fiz, muita coisa deixei passar e muita coisa nem quis fazer…

Só quero agradecer a quem conviveu comigo esse ano: Nathi, vlw por conviver comigo mais um ano rs. Michelle que me ensinou a beber (brincadeira Mi eu já sabia rsrs). Christopher num tem muleque mais besta nessa vida mas tamo junto. Dário viadinho, mas é gente fina. Maicon safado sumiu (eu ainda tenho nextel), Felipe vulgo Metal, 14 anos que conheço essa peste. Mari também, praticamente não nos vimos, mas não esqueci não =)

A todos que conviveram comigo esse ano, meu sinceros agradecimentos, sei que nem sempre é fácil andar comigo ( reconheço que sou chato), mas se citei vocês significa que fizeram diferença e me ensinaram alguma coisa, algum valor, mudou algum conceito que antes eu teria preconceito.

Obrigado e Feliz Ano Novo!

Cometi uma injustiça não citando o Steve, que por mais que não esteve presente, tá sempre falando comigo, e como eu falei pra ele e pra cada que considero amigo, são sempre únicos…

Obs: Não, não estou morrendo nem estava bêbado quando escrevi, é verdade mesmo rs