Certa inocência

Estava observando alguns comportamentos esses dias e fiquei pensando sobre um caso curioso. Existe algo estranho nessas pessoas que levam uma vida marginalizada. Não digo criminosos, aquelas que convivem demais numa “sociedade suja”, geralmente em periferia. São aqueles garotos que usam roupa falsificada, supostos “malandros”.

Quando se convive um tempo com um desses, você nota uma inocência nas palavras, nos atos, diria até uma ingenuidade. É como se eles vivessem tão fechados nessa “sociedade suja” que citei acima, que não percebem o que acontece ao redor, agindo como se fossem mais espertos que outras pessoas.

Olhando assim é como se eu fosse mais malicioso que um ladrão de rua. Como se o conhecimento que eu adquiri, o conhecimento de mundo, como diria um professor meu, servisse pra subjugar uma pessoa dessas. Imagine o bandeirante ameaçando colocar fogo nos rios dos índios, só que na verdade era álcool que ele tinha em mãos.

Não sei se é coerente o que estou falando. Creio que a falta de conhecimento, a ignorância em que vivem, ou então, a falta de uma sociedade estruturada acaba causando isso, mas enfim, são apenas devaneios meus…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *