A Rainha dos Condenados (resenha)

Lestat o muleque travesso, ou melhor o príncipe travesso.

“… Numa esteira escura de roupas infladas pelo vento a Rainha ergueu-se em feroz velocidade, o corpo de Lestat pendendo de seus braços; ela tomou a direção do ocidente, afastando-se do sol que nascia… Ah, pobre amante, ah pobre lindo príncipe louro…”

O livro A Rainha dos Condenados começa exatamente onde termina o livro O Vampiro Lestat. Lestat está no palco, no êxtase do palco.


Toda a narrativa é feita por outros vampiros, interligando histórias. Colocando pontos em assuntos que ficaram em aberto em livros anteriores. Nesse livro é apresentado uma infinidade de novos vampiros. Vampiros tão antigos quanto a mãe, que trazem histórias do início e remontam toda a história dos vampiros.

Toda a história da Rainha é contada, desde seu casamento com o etéreo Enkil, até a criação do primeiro vampiro. Azim, o deus das montanhas. Khayman o eterno súdito. Sem contar com a linda Pandora, com sua sabedoria e beleza transcendente. Marius, Armand e muitos outros que eu não ousaria revelar.

“… Como num sonho sem som ela viu a figura do Vampiro Lestat aparecer à porta; viu-o correr para os braços de Gabrielle; viu Louis aproximar-se e abraçá-lo. E então viu o Vampiro Lestat olhar para ela – e captou o vislumbre do banquete fúnebre, as gêmeas, o corpo no altar. Ele não sabia o que aquilo significava, não sabia!”

Minhas impressões:
Havia terminado de ler o livro O Vampiro Lestat e como estava curioso li em seguida o livro A História do Ladrão de Corpos, porém fiquei imensamente curioso para saber a continuação do livro O Vampiro Lestat que é A Rainha dos Condenados. Lestat o príncipe travesso, consegue fazer o que sempre desejou, reunir milhares de pessoas que ansiassem por seu nome, desejassem ser como ele era.

Esse sonho de Lestat acaba acordando a grande Mãe e levando Marius a uma situação perigosa. Começa então uma revolução no mundo sombrio. os recém criados passam a sofrer ameaças que mudariam seus destinos. Acuados somente os escolhidos planejam acabar com os planos da grande Mãe, da Rainha, a paz em todas as nações, porém essa paz tem um alto preço.

Finalmente. O livro A Rainha dos Condenados é esclarecedor, ainda mais pra mim que tenho lido os livros da Anne Rice sem uma ordem cronológica. Você vai se surpreender com a história da origem. A lenda das gêmeas Maharet e Mekare. Vai chorar, odiar, rir. É engraçado como a autora nos faz odiar o Lestar, mas ao mesmo tempo ama-lo. Vai conhecer a história da misteriosa Talamasca e do incrível David Talbot.

Outra coisa incrível nesse livro é a descrição da Mãe, Akasha. E avassalador imaginar as formas da mãe. você suspira ao imaginar a beleza sem par da Mãe. Você anseia pelo amor oferecido à Lestat e deseja desesperadamente protege-la segui-la. Enfim, cada página, cada palavra do livro, vale à pena!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *