Serial Killer é só homem?

Olha eu de novo

Estava esse dias pensando que eu devia postar alguma coisa, mas não adianta, sem inspiração não dá. Vejo muito blog aí que o cara posta qualquer coisa e acha que está bom. De qualquer forma faz um tempo que eu não posto, nem o “sexta dia de música” da sexta passada eu postei =/, mas vamos lá.

Hoje uma reportagem da Galileu me chamou atenção:

Aileen Wuornos

Para quem não conhece, vou dar uma dica: Filme Monster interpretado por Charlize Theron que interpretou perfeitamente esta mulher. Logo abaixo vou colocar uma breve biografia não oficial dela coletado do wikipedia:

Aileen Carol Pittman, conhecida como Aileen Wuornos, (29 de fevereiro de 19579 de outubro de 2002) nasceu em Rochester, Michigan, Estados Unidos da América, foi uma prostituta considerada, errôneamente, a primeira mulher assassina em série da América.

Sua infância foi problemática devido em parte a pais adolescentes que estavam há meses separados antes que ela nascesse. Em 1960, sua mãe, Diane Pratt, a abandonou junto com o irmão Keith, que foram adotados pelos avós, Lauri e Britta Wournos. Seu pai, tirano e psicopata, foi preso, em 1969, onde se suicidou. Sua face é marcada de cicatrizes que vêm de comportamentos automutilantes durante a infância. Engravidou do próprio irmão e aos quatorze anos foi internada em um centro para as mães que entregam seus filhos para adoção. Em 1971, deixou sua casa e começou a exercer a profissão de prostituta, em lugares diversos, e cometendo pequenos delitos. Normalmente utilizava apelidos como: Sandra Kretsch, Lee Blahover, Lori Grody e Cammie Greene. Em 1974 foi detida por dirigir bêbada e atirando em um carro, seu irmão, Keith, morreu em 1976 de câncer, Aileen herdou então dez mil dólares de seu seguro de vida, que rapidamente gastou em luxos e em um carro novo. Casou-se em Miami com Lewis Fell, mas o matrimônio durou pouco. Em 1981 foi condenada por roubo no estado da Flórida e cumpriu treze meses de prisão. Outras apreensões ocorreram por uso de cheques sem fundo, roubar uma arma, dirigir sem licença, resistência à autoridade, falsidade de informação, roubo de carro, excesso de velocidade, intimidação, etc.

Continue reading “Serial Killer é só homem?”