Choro da morte

O choro da morte é tão contagiante
Diferente de qualquer pranto
Angustiante independente de quem se trata.
Um reflexo de uma chance perdida,
de um sentimento não expressado
de uma palavra de amor não proferida.

O choro pela morte é tão sincero
Tão puro e livre de qualquer julgamento.
Disperso pelo rosto por lágrimas,
Manchando a pele com marcas invisiveis.
Fechando a alma em um mundo de fantasia,
Onde o ente querido ainda existe,
O amigo amado ainda sorri,
O amor da sua vida ainda te esquenta.

O choro pela morte revela tudo que está escondido
Abre qualquer recôndito antes secreto.
Rememora aquele perfume esquecido
A música que se tornou comum volta a ser única
Cada evento bobo, o melhor.
Todo detalhe desprezado
Vira um ancoradouro seguro,
de onde não se quer sair.

Somente o choro da morte.

Promessas e juras

Eu prometi não sucumbir à solidão.
Jurei lutar bravamente sendo meu próprio herói,
me mantendo com minhas próprias forças
sem precisar da sua mão.

Eu prometi seguir sozinho
erguer meus muros, me blindar contra essa atração.
Jurei nunca mais te ver, correr pros seus braços.
Jurei te esquecer.
Jurei muitas coisas enquanto estava na escuridão.

Minha razão continua firme, mas meu coração não mais.

Prometi ser feliz sem sua presença,
sem seu corpo, sua respiração.
Jurei suprir cada necessidade do meu coração,
mas nada disso adianta quando te vejo.
Nenhuma jura ou promessa resiste quando olho pra você.

Prometi não sucumbir à solidão…

Cada artifício

Hoje te reecontrei.
Assim que te vi,
Tudo que eu sentia por você voltou.
A chama já a muito apagada reacendeu.
O peito se contorcendo diante as batidas aceleradas do coração.
Aquela paizão sufocante me tomou como um soluço.

Me lembrei como se estivesse em minha frente
Você na aula de educação física,
correndo, brincando, rindo.
Teu cheiro, teus olhos. cada passo, cada palavra, cada detalhe do teu rosto.

Como um cavalo galopando,
essa paixão me assalta, Derrubando cada barreira, cada mentira.
Cada artifício que montei ao meu redor,
Tudo que sustentei,
Toda convicção sobre solidão caiu,
Só ao ver seu sorriso.

Cada artifício que montei ao meu redor,
tudo que sustentei,
toda convicção sobre solidão caiu,
só ao ver seu sorriso.

já ia esquecendo, todos os créditos da imagem são do corbis

Início

Eu sei, a categoria é sem palavras, mas não dá pra passar.

Essa foto foi a primeira que eu tirei e falei: “Essa vai ser meu hobby, minha diversão”.